Tutorial: Como criar uma nervura horizontal num peitilho de cueiro (ou de vestido)

Alterar moldes Tutoriais

Hoje começo uma série de tutoriais que quero partilhar aqui no blogue. Tutoriais com dicas e truques de costura, corte e modelagem.

O tutorial de hoje é acerca de como acrescentar um pormenor ao peitilho de um cueiro ou de um vestido, e é válido para qualquer tamanho, desde o cueiro para recém nascido até ao vestido de tamanho maior que se faça.

Apliquei uma nervura como esta ao primeiro vestido que fiz para a minha filha, um vestido de inverno em bombazina, e o que parece muito complicado na verdade até é simples e rápido de fazer.

Os primeiros cueiros que fiz têm um peitilho liso, e apertam com uma fita larga à frente, como este:

Mas um peitilho como este pode ter diversos pormenores como aplicações, renda, nervuras verticais, nervuras horizontais, etc. A maior parte das vezes estes pormenores são feitos exclusivamente por motivos decorativos, no entanto às vezes podem servir para solucionar um problema de falta de tecido, como foi o caso do último cueiro que fiz.

Quando faço alguma peça, tento sempre aproveitar o tecido ao máximo, para evitar o desperdício. Normalmente faço um plano de corte, com o tecido em cima da mesa e todas as peças do molde colocadas por cima, para decidir a colocação mais eficiente antes de cortar.

Com este cueiro, o tecido dava para todas as peças, excepto para a altura do peitilho da frente. Sobrava-me uma tira comprida de tecido, mas que não tinha altura suficiente para o molde.

Então pus-me a olhar para os cueiros que tinham sido da minha filha, e um deles tinha nervuras horizontais, e que dava para aplicar neste.

Copiei o molde para um novo papel vegetal, e nesse novo molde desenhei uma linha horizontal a meio da parte de baixo do peitilho. Esqueci-me de tirar uma fotografia a esse novo molde, mas vê-se no topo da fotografia abaixo:

Cortei o novo molde pela linha que desenhei, separei a parte de cima da parte de baixo, e colei-as num novo pedaço de papel vegetal.

A essa linha acrescentei 1,5 cm: 1 cm para a nervura e 0,5 cm de valor de costura. Ao dobrar a nervura ela fica com 1cm por dentro e mais 1cm no tecido de baixo. Cortei as duas partes por essa nova linha, e assim já couberam as duas partes na tira de tecido.

Como este tecido tem riscas, e para qualquer tecido com padrão direccional, ao cortar deve-se alinhar a dobra do tecido pela risca igual nas duas partes, para que depois de cosidas, as riscas de cima fiquem alinhadas com as riscas de baixo. (ou seja, "casar" as riscas) :-)

Antes de coser, deve-se dobrar a nervura na parte de cima, a 1,5cm do corte, e vincar com o ferro.

Para coser, abre-se a dobra, coloca-se a parte de cima na parte de baixo, direito do tecido com direito do tecido, pela linha da nervura (e alinhando as riscas), e cose-se com 0,5cm de valor de costura.

Depois de coser, pressiona-se a costura com o ferro, dobra-se de novo pela dobra original e vinca-se de novo com o ferro. E está a nervura feita!

Depois é só coser o resto do vestido, ou cueiro, ou o que for, como normalmente.

Tal como se faz uma, pode-se fazer duas nervuras uma por cima da outra, mas neste cueiro, por ser uma peça muito pequena, e que ainda vai levar um laço grande na parte de baixo do peitilho, uma nervura é suficiente.

Fica um pormenor bonito, que pode ser aplicado facilmente a diversas peças.


Older Post Newer Post


Leave a comment

Please note, comments must be approved before they are published